As forças armadas Norte Americana, chegaram à conclusão que não dá para encarar o vírus do ebola de frente.

Seria muito arriscado enviar seus preciosos médicos juntamente com seus especialistas em guerra química, para enfrentar algo ou inimigo desconhecido. O bom senso pede, ou manda – que usemos a inteligência misturado com muita tecnologia de ponta para a batalha.

Untitleffggsseeffgfd-1

Foi o que fizeram imediatamente. Enviaram robôs, para fazer a sanitização de um quarto de hospital contaminado. O ambiente ficou limpo em 1 minuto, através de raios ultravioletas.

Pronto! Caso resolvido. Agora, seus técnicos, sem usar armas mortais (Tipo metralhadora e coisa parecidas)  usam os robôs no campo do inimigo.

Você acha que tem inimigo mais violento que o vírus do Ebola?   Eu acho! O pecado. Esse contamina antes do nascimento, e ninguém escapa.

Paulo Matos Cruz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *