Há muito tempo atrás, quando lecionava no Colégio Alvorada Plus em São Paulo, li uma história muito interessante que aconteceu nos Estados Unidos, em 1846.

Um homem chamado Brigham Young levou um grupo de colonos para morar no Estado de Utah, mais precisamente em um lugar chamado “Lago de Sal”, mais conhecido por nós como Salt Lake City. Era muito difícil ser fazendeiro naquele lugar. Para sobreviverem, tiveram que construir muitos quilômetros de canais de irrigação, para conseguirem cultivar o solo

O trabalho era exaustivo, mas em 1848, no verão, a terra estava pronta para a semeadura. As sementes foram lançadas e viram com alegria surgirem os pequeninos brotos verdes balançando de lá para cá conforme o vento. À medida que os campos cobriam-se de verde, mais entusiasmados ficavam os trabalhadores. Todos os dias, nos cultos em família ou na comunidade, aqueles agricultores agradeciam a Deus pela boa possibilidade de grandes colheitas naquele ano.

Um dia, porem, estavam eles distribuídos entre as plantações tirando as ervas daninhas, quando alguém chamou a atenção do grupo para uma nuvem escura que surgiu no horizonte, e que crescia à medida que se aproximava.

biblia1

A cena era terrível para quem esperava os frutos de seu trabalho na terra. Era uma enorme nuvem de gafanhotos que vinham em direção das suas terras! Sabe, eu sou leigo no que diz respeito à plantações… pra dizer a verdade, a única coisa que plantei na vida, com as minhas próprias mãos, foi um feijãozinho (e olha que foi aquela experiência com algodão que geralmente fazíamos nas séries inciais do fundamental). Mas, mesmo sendo inexperiente, sei que os gafanhotos arrasam por onde passam e devoram, praticamente, toda a plantação que miram. Aqueles colonos olhavam para o horizonte repleto de gafanhotos e pensavam: “Em vão foi a nossa lida… os gafanhotos devorarão o fruto do nosso trabalho.”

Eles viram quando aquela nuvem começou a baixar, e começaram a devorar tudo. Enquanto matavam um, apareciam dez no lugar daquele. Os agricultores estavam “desarmados” para lutar contra aquela praga! “O que fazer?” – gritavam eles.

 

oracao

Mas, é nos momentos de dor e pressão que a humanidade lembra que possui a maior arma do Universo: a oração. Pena que só a usamos nos momentos de dor. Infelizmente não a usamos de maneira profilática, preventiva. Aquele, que está do outro lado da linha, ouvindo nossas orações tudo pode. Nada é impossível para Ele!

Ao dobrarem seus joelhos e clamarem pela ajuda de Deus, quase que imediatamente, sentiram que algo estranho estava acontecendo. Levantaram suas cabeças e viram uma outra nuvem, só que agora branca, se aproximando. Quando chegou mais perto, descobriram ser uma enorme quantidade de gaivotas. Gaivotas do mar! De onde vinham? Para onde iam? Ninguém sabia. Mas ao se aproximarem da plantação, começaram a comer os gafanhotos. Comeram tanto que, em pouco tempo, a praga horrível havia acabado. As plantações estavam salvas e teriam alimento para o inverno.

gaivotas

Naquela noite houve cânticos de gratidão a Deus! Aquele povo estava feliz porque Deus ouviu suas orações.

Hoje, em Salt Lake City, há um monumento em honra às gaivotas do mar, com os dizeres: “Foram usadas por Deus, para livrar-nos da calamidade”.

Neste últimos dias, tenho ouvido pequenos testemunhos de pessoas que ao terem contato com o Projeto de Louvor MT e assistido a algum musical acabaram sentindo-se “libertos da calamidade”. Alguns estavam se distanciando de Deus… Os gafanhotos estavam perto de devorar o que lhes restava de fé. Ao ouvirem a mensagem forte através das músicas, narrações e interpretações, parece que “gaivotas do mar” eliminaram as pragas e devolveram-lhes a Fé. Sabe, é muito bom saber que “fomos criados para sermos usados por Deus”.

Andando pelas ruas de Lucas do Rio Verde, num dia extremamente triste, pois um pai de um aluno muito querido havia falecido na madrugada, um rapaz que nunca vi em minha vida chamou pelo meu nome. Em uma conversa rápida ele me disse que era de Sinop e que nos conhecia através do Projeto. E, por lembrar-se do Projeto de Louvor MT e de seu trabalho, pediu que orássemos para que os gafanhotos não eliminassem o que lhe restava de verde, o que lhe restava de fé. Isto me comoveu… Somos conhecidos porque nos dispomos a ser usados por Deus.

“Por vossa causa repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor do s Exércitos.” Malaquias 3:11

Tenham todos uma boa semana e que cada uma de nós possa ser um instrumento do Senhor para salvar vidas!

Felipe Nascimento
Projeto de Louvor MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá!
OBRIGADO POR NOS ACESSAR!
Queremos...
CONHECER VOCÊ!
Conecte-se...
COM JESUS E A SBN!
Suas informações são...
IMPORTANTES E PRIVATIVAS
GET IT NOW
500% MORE SUBSCRIBERS
EFFICIENCY
BOOST YOUR SALES
CREATIVITY
INSPIRE YOUR VISITORS
BE UNIQUE
CREATE UNIQUE POPUPS
Conectar