Os relatórios atuais, nos informam que as mulheres são continuamente agredidas, em casa por seus companheiros. São elas, as que educam nossos filhos, que nunca tem tempo para lazeres, nunca tem tempo para si mesma. Elas trabalham fora de casa, para dentro de casa.

qewer

Contribuem com um percentual alto para o sustento da família compondo a renda familiar. Precisam ter tempo para estudar com as crianças dando um reforço, nunca ficam longe dos fogões e tanques.

Procuram educar seus rebentos nos caminhos da dignidades, pensam diariamente nos menus de sua família pelos próximos trinta dias, isso se houver alimento na dispensa. Como recompensa… apanham dos companheiros. São muitos os motivos para agressão à estas gloriosas sofredoras.

Quem as consola, quem as defende, quem enxuga suas lagrimas depois que as crianças vão dormir? Quem vai lhes dar a alegria por viver sofrendo sem carinho e respeito. Ah! Minha sociedade machista.

Que pena que sua mãe não te ensinou nada, né? Seu pai, pode ter servido como exemplo por seu comportamento. Que mau exemplo, hein?! O que, realmente podemos fazer para ajudá-las? Talvez, nas escolas, fazendo palestras nas salas de aulas introduzindo nas grades atuais, matéria sobre ações domesticas engrandecedoras para formar e reformar a cabeça de nossas crianças para que sejam respeitadoras de suas companheiras quando chegar a hora.

Ah! Quanto a fazer por nossas crianças para corrigir erros do passado. Chegou a hora de pensarmos não só em Português, Inglês, Matemática. Valeria a pena pensar em valores morais e éticos e familiares.

Paulo Matos Cruz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá!
OBRIGADO POR NOS ACESSAR!
Queremos...
CONHECER VOCÊ!
Conecte-se...
COM JESUS E A SBN!
Suas informações são...
IMPORTANTES E PRIVATIVAS
GET IT NOW
500% MORE SUBSCRIBERS
EFFICIENCY
BOOST YOUR SALES
CREATIVITY
INSPIRE YOUR VISITORS
BE UNIQUE
CREATE UNIQUE POPUPS
Conectar